Cerveja Artesanal e a Arte da Produção

0
146
views
Compartilhe esse post com seus amigos

Se você é um apreciador de cervejas, provavelmente não deve abrir mão de uma boa cerveja artesanal. Mas afinal, o que é cerveja artesanal?

De modo geral, a cerveja artesanal é a bebida produzida de maneira caseira. Ela pode ser tanto produzida em casa como em pequenos estabelecimentos, ou até mesmo em cervejarias. O que vai definir se ela é ou não caseira não é o local onde é produzida, mas sim o material utilizado, o que compreende não só os equipamentos como também os ingredientes.

Mesmo assim, a cerveja artesanal é geralmente produzida em microcervejarias ou em pequenos estabelecimentos que não utilizam maquinário moderno. Grande parte da produção é realizada com os equipamentos mais simples do mercado e conservada em garrafas ao invés de equipamentos mais modernos.

O que muitas pessoas confundem é o fato de a cerveja artesanal ser produzida em pequena escala. Ser artesanal não significa que ela é pouco produzida, e sim que ela recebe muito mais cuidados especiais ao longo da produção. Mas claro que se compararmos com a produção industrial ela acaba sendo infinitamente menor.

O mais interessante é que diferentes equipamentos e ingredientes podem levar a uma série de resultados diferentes, criando-se assim uma gama de possibilidades de tipos, cores e sabores para a cerveja artesanal. Para quem gosta da bebida, nada melhor do que apreciar uma deliciosa cerveja artesanal preparada à mão.

 

 

O que diferencia a cerveja artesanal da cerveja industrializada?

cerveja artesanal

Você já deve ter reparado como a cerveja artesanal é um pouquinho salgada em relação aos preços se comparada à cerveja industrial.

Mas o preço não é a única coisa que a diferencia. Na verdade, o preço não entra na lista das principais diferenças. Há pelo menos 5 itens que diferenciam as duas cervejas, como:

  • O preço por litro;
  • As embalagens, rótulos ou garrafas;
  • O modo como são produzidas;
  • O sabor;
  • Os ingredientes;

Uma das maiores diferenças entre a cerveja artesanal e a industrial é que a industrial utiliza cerca de 60% de malte em sua produção, sendo que os outros 40% são compostos de cereais mais baratos que dão um maior volume na escala de produção. É por isso que a industrial acaba sendo mais barata do que a artesanal, dentre outros fatores.

Os ingredientes utilizados na produção da cerveja artesanal são mais bem selecionados, além de serem mais caros e na maioria das vezes importados. Isso também faz com que o custo da cerveja artesanal aumente.

Geralmente, grande parte dos ingredientes da cerveja industrial é composta de grãos como milho ou arroz, que são mais baratos. Já a cerveja industrial é composta de cevada, lúpulo, trigo ou centeio. Várias microcervejarias também utilizam frutos e ervas na composição da bebida.

A embalagem da cerveja também é considerada um diferencial, já que geralmente são engarrafadas em garrafas maiores, diferenciadas e com rótulos artesanais. Como o público que consome esse tipo de cerveja é menor, os cuidados são maiores em relação à apresentação do produto.

Para que você possa ter uma ideia da proporção da produção industrial, se juntarmos todas as microcervejarias que produzem cerveja artesanal não é possível passar de 1% de toda a produção de cerveja industrial no mundo.

Quais são os principais ingredientes da cerveja artesanal?

cerveja artesanal

A cerveja artesanal possui cinco ingredientes básicos sempre utilizados na fabricação. Eles são a levedura, a água, o malte, o lúpulo e a cevada. O que vai diferenciar as bebidas é a qualidade de cada ingrediente, o modo como são utilizados e os ingredientes complementares, como pimenta, laranja, frutas vermelhas, especiarias e todos os outros ingredientes utilizados na produção da cerveja artesanal.

Porém, independente do ingrediente utilizado na produção da cerveja, todos os passos são cuidadosamente realizados para que se possa criar aromas e sabores diferentes. Os ingredientes básicos também são utilizados de forma minuciosa a fim de se obter uma verdadeira obra de arte.

Existem diferentes classificações para a água de acordo com a quantidade de sais minerais nela presentes. Cada tipo de água é utilizado para a fabricação de um tipo diferente de cerveja, independente de ser artesanal ou não. Antigamente esse processo de separação dos tipos de água era mais complicado, mas os equipamentos mais atuais permitem às cervejarias ajustar a água de acordo com o que for necessário para cada produção.

Muitas pessoas acham que a qualidade da água pode interferir no processo de fabricação ou mesmo alterar o sabor da cerveja artesanal, mas isso é um mito. Mesmo as menores produtoras de cerveja artesanal possuem tecnologia suficiente para tratar a água e produzir o tipo de cerveja artesanal que desejarem.

As leveduras também são parte fundamental do processo de fabricação. Para diferentes tipos de cerveja como Ale, Pilsen ou Larger, diferentes tipos de leveduras são utilizadas.

Cada tipo de cerveja exige que as leveduras sejam tratadas de maneiras diferentes. Significa que elas precisam permanecer de molho ou ficar em temperaturas diferentes e por tempos diferentes. Alguns graus de diferença podem determinar o tipo de cerveja a ser produzida.

O lúpulo é geralmente importado da Europa. Diferentes tipos de cultivo também produzem diferentes sabores da bebida. Existem centenas de combinações possíveis a serem feitas com o malte, o lúpulo e as leveduras que podem produzir os mais variados sabores e aromas do mercado.

 

Como está a produção atualmente no Brasil?

cerveja artesanal

Há três anos que o Brasil começou a sofrer as consequências mais graves de uma crise econômica. E desde então, esse segmento do mercado também foi afetado.

Não só a produção como o consumo também sofreu uma queda. Até 2014, o mercado se expandia em uma taxa entre 30% e 40%. Esse ano, 2017, o mercado sofreu uma queda de mais de 12% na produção.

A crise financeira atingiu os mais diversos setores da economia e isso fez com que a procura por cervejas mais caras caísse. O maior problema das atuais microcervejarias é que dificilmente cervejas que custem mais de R$20 o litro sejam consumidos. A queda nas vendas foi tão brusca que cervejas que tinham um custo até cinco vezes maior eram mais vendidas do que as mais baratas são vendidas hoje.

Embora a taxa da produção tenha diminuído, no ano de 2016 muitas microcervejarias foram construídas. E mesmo com o número aumentando, a produção caiu esse ano.

Hoje a produção total de cerveja artesanal equivale a menos de 1% da produção industrial. Porém, a expectativa é para que essa produção alcance até 10% da produção total em até cinco anos. Para tanto é necessário que a crise não continue afetando como afetou os mais variados segmentos da economia brasileira. Caso contrário, a tendência é que a produção e as vendas diminuam ainda mais até esse período.

Se você gostou do artigo de hoje, deixe a sua curtida abaixo e compartilhe essas informações em suas redes sociais e com todos os apreciadores de cerveja que você conhece! E fique de olho, pois logo traremos novos assuntos relacionados a esse fantástico mundo da cerveja. Até logo e consuma com moderação!


Compartilhe esse post com seus amigos
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here