Cerveja Bell's Brewery

Grupo japonês Kirin adquire cervejaria artesanal nos EUA

O conglomerado cervejeiro japonês Kirin Holdings Company faz uma nova investida em território americano no mês de novembro passado. Desse vez, foi através da aquisição da cervejaria artesanal Bell’s Brewery.

Publicidade
Cerveja Bell's Brewery
Cerveja Bell’s Brewery (Reprodução: Facebook/Bell’s Brewery )

Assim, o grupo vem buscado aumentar seu market share (participação de mercado) no maior mercado consumidor de cerveja do mundo.

A Bell’s Brewery foi fundada em 1985. Foi uma das primeiras cervejarias artesanais do país que não estava ligada a uma grande marca. Anteriormente, em 2019, a Kirin já havia adiquirido a New Belgium por lá também.

Além dessas empresas, a gigante japonesa tem uma participação minoritário nos negócios da cervejaria Brooklyn Brewery, com sede em Nova Iorque.

O mercado de cervejarias artesanais americano movimenta algo em torno de 700 milhões de litros por ano.

Publicidade

Investida da Kirin no Brasil

Em 2011, o grupo nipônico comprou os negócios do Grupo Schincariol. Assim, tornou-se proprietária das marcas Schin, Glacial, Cintra, Baden Baden, Devassa e Eisenbahn. Dessa maneira, concorria diretamente com a AmBev e o Grupo Petrópolis.

Entretanto, o interesse pelo mercado brasileiro não durou muito tempo. Em 2017, fechou acordo com o grupo Heineken, repassando totalmente as operações da sua subsidiária brasileira – a Brasil Kirin.

Nesse mesmo ano, o negócio da venda da Brasil Kirin foi aprovado pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE), fazendo que que a Heineken se tornasse a segunda maior cervejaria brasileira, ficando logo atrás da Ambev. O mercado brasileiro é o terceiro maior consumidor de cerveja do mundo. Veja a lista dos 7 países que mais consomem cerveja ao redor do mundo.

Veja também:

Publicidade