Cervejas artesanais

Quatro dúvidas sobre cervejas artesanais

Elas têm espaço garantido nas prateleiras dos grandes distribuidores, nos bares, na internet e nas geladeiras dos apreciadores de cervejas. Por isso, as cervejas artesanais já podem ser consideradas uma preferência nacional.

Assim, vamos falar de quatro dúvidas muito recorrentes quando se aborda o assunto das cervejas artesanais.

Cerveja artesanal: principais dúvidas e curiosidades

Diversas cervejas artesanais
Diversas cervejas artesanais (Imagem: Meritt Thomas/Unsplash)

1 – Afinal, a cerveja foi descoberta por acaso ou foi uma invenção?

Esta é uma dúvida muito comum. Porém, a grande verdade é que a cerveja foi uma descoberta do acaso e não uma invenção. 

Assim, como o passar do tempo, os homens descobriram que os cereais selvagens eram uma fonte de alimento muito rica. Antes de armazenar os grãos, eles cozinhavam e depois guardavam esses grãos em potes com água, e algumas vezes acrescentavam frutos e mel. Foi assim surgiu a primeira cerveja.

Claro, os processos se modernizaram e muito se sabe sobre todas as etapas da fabricação da cerveja artesanal. 

Atualmente, a variedade de estilos, sabores e amargor, proporcionam uma infinidade de sabores, cores e aromas para todos os estilos de paladar.

Só uma curiosidade: você sabia que foram as mulheres quem descobriram a cerveja? Vou deixar aqui esse link com 5 Curiosidades sobre a cerveja que você não sabia . Depois, dá uma olhada que está muito interessante.

2 – Cervejas artesanais é o mesmo que cerveja caseira?

A regra é muito clara – Toda cerveja caseira é artesanal, mas nem toda cerveja artesanal é caseira.

Aqui, é importante deixarmos claro que, automatizar processos dentro de uma cervejaria, não significa que ela não seja mais artesanal.

Várias microcervejarias, por exemplo, mesmo utilizando equipamentos modernos e engarrafando suas produções, ainda assim são consideradas como cervejarias artesanais pelo cuidado que têm com sua produção, indo desde os ingredientes básicos da cerveja, passando pela receita de preparo e chegando até aos conservantes finais, que devem ser naturais e não químicos. 

Copo com cerveja artesanal
Cerveja artesanal (Imagem: Elevate/Unsplash)

Por isso, lembre-se, também, que por mais “off-flavors” (aromas e sabores indesejáveis) que a sua cerveja tenha conseguido desenvolver ao final da produção, ela foi feita com o seu acompanhamento em todo o processo, desde a escolha da receita, compra dos insumos, o processo de fervura do mosto, a fermentação e a maturação.

3 – As cervejas artesanais custam muito caro?

Para algumas pessoas a cerveja artesanal ainda custa muito caro.

Mas, como você já deve saber, é totalmente possível afirmar e garantir que a experiência vale cada centavo investido.

As cervejas artesanais são realmente mais caras do que as convencionais, mas isto porque usam processos mais adequados para a produção com qualidade, insumos e matérias-primas importadas de qualidade indiscutível. 

Além disso, as cervejas artesanais não utilizam técnicas de aceleração de fermentação, ingredientes conservantes, estabilizantes ou até milho transgênico.

4 – A cerveja artesanal faz bem para saúde?

Amigos confraternizando

Sim, isso é verdade! 

Diversos estudos já encontraram associação entre o consumo moderado da bebida e uma melhora na saúde. 

Além de levar ingredientes de primeira qualidade na sua fabricação e porque não contém acidulantes, conservantes e outros aditivos, pesquisas de diferentes partes do mundo demonstraram que aquela cerveja gelada, que você tanto gosta, em doses moderadas e não excessivas, faz bem para o seu corpo.

Já fizemos aqui no blog do Clube do Cervejeiro um artigo bem completa que fala sobre esse tema. Conheça 10 benefícios da cerveja para sua saúde que são cientificamente comprovados: além de sabor é também qualidade de vida

Gostou de saber? Então compartilhe com seus amigos:

Veja esses assuntos também

« Voltar pra a página inicial

Rolar para cima