A temperatura ideal para apreciar uma cerveja

0
230
views
Temperatura ideal para apreciar uma cerveja
Compartilhe esse post com seus amigos

O consenso diz que a temperatura ideal da cerveja é aquela mais gelada possível. Mas isso não é verdade!

Na realidade, a temperatura ideal da cerveja pode variar de acordo com o seu tipo. Diferentes temperaturas causam diferentes reações às papilas gustativas, que podem interpretar diferentes sabores conforme a variação da temperatura.

Por exemplo, as cervejas do tipo Pale podem ser mais bem apreciadas a uma temperatura mais baixa. Já as cervejas do tipo Ale caem melhor se a temperatura estiver um pouco mais alta.

No Brasil, as cervejas mais consumidas são do tipo Pilsen. Esse tipo de cerveja realmente fica muito melhor se a temperatura estiver mais gelada. Porém, há um limite para que a temperatura não comece a degradar substâncias que podem comprometer o sabor da cerveja.

 

Quais são as temperaturas ideais para

os tipos de cervejas?

A temperatura ideal da cerveja pode variar de acordo com o seu tipo e o modo de produção. Claro que isso não é uma regra, também pode variar muito de acordo com os ingredientes utilizados.

Uma cerveja Pilsen, por exemplo, pode ser mais bem apreciada a certa temperatura diferente de outra Pilsen fabricada com ingredientes de qualidade diferente.

Porém, há uma escala que define melhor a temperatura ideal da cerveja de acordo com o tipo. Vale ressaltar também que essa escala está adaptada ao clima do Brasil e ao gosto do brasileiro por cervejas.

• 0 a 4º : Em geral, as cervejas do tipo Pale Largers são consumidas a essa temperatura, ou pelo menos seria o ideal. O principal objetivo de uma cerveja Pale consumida a essa temperatura é refrescar em dias de calor, já que outros tipos de cerveja com qualidade superior podem ter o sabor comprometido pela baixa temperatura. Nessa escala, esse primeiro nível pode ser definido como cervejas muito geladas.

• 5º a 7º : As cervejas produzidas com o malte geralmente são servidas mais geladas. Para essa temperatura, as cervejas ideais são aquelas produzidas à base de trigo, além de cervejas com sabor mais atenuado produzidas com outros ingredientes que fogem da Lei da Pureza Alemã, como frutas e especiarias. Esse segundo nível pode ser definido como cerveja bem gelada.

• 8º a 12 : Para essa temperatura, as cervejas ideais são a Pale Ale, Amber Ale e cervejas do tipo Lagers, mas que sejam mais escuras. Cervejas produzidas à base de trigo também ficam melhores se servidas a essa temperatura, mas o ideal é que elas sejam mais escuras mesmo. Esse terceiro nível é definido como cerveja gelada.

• 13º a 16º : Brocks, Strong Ales e Trapistas. As cervejas mais escuras são ideais para serem servidas a essa temperatura. Nesse quarto nível, a melhor definição seria temperatura de adega. Dependendo da região, ela pode ser servida à temperatura ambiente mesmo, sem que seja necessário conservar em algum ambiente mais frio.

Como dissemos antes, a temperatura ideal da cerveja pode variar bastante de acordo com o tipo de cerveja, ingredientes utilizados, região onde é consumida, o modo como ela é conservada, etc. Mas, em geral, as cervejas mais claras são consumidas a temperaturas mais baixas, enquanto as mais escuras são consumidas a temperaturas mais altas.

 

O que muda quando a cerveja é servida

a diferentes temperaturas?

A nossa língua possui milhares de papilas gustativas, que são células que enviam para o sistema nervoso a tradução de sabores através do paladar. Acontece que quando consumimos uma cerveja muito gelada as papilas podem ser “congeladas”, o que altera as informações que são enviadas ao sistema nervoso.

Quando a cerveja é consumida a uma temperatura mais alta, as papilas conseguem distinguir melhor características como sabor, aroma, acidez, corpo, etc.

Porém, quando a cerveja é consumida a uma temperatura mais baixa, outros sabores e características se tornam mais evidentes, como o índice de amargor e refrescância da bebida, além da secura da bebida.

Porém, há a desvantagem de que outras características são perdidas, como aroma e sabor.

Abaixo, segue uma relação da escala da temperatura ideal da cerveja com algumas das marcas mais conhecidas e consumidas:

0 a 4º: As Lagers são as mais recomendadas para essa temperatura, além da cerveja sem álcool também. As cervejas mais recomendadas são:
• Brahma
• Skol
• Itaipava
• Antarctica
• Sol

5º a 7º : O ideal para essa temperatura são as cervejas feitas de trigo mais claras. O objetivo principal já não é somente refrescar!
• Vedete
• Baden Baden
• Colorado
• Kriek Boon

8º a 12º : Cervejas como a Pale Ale, Amber Ale Vienna e Bock são melhor sentidas a essa temperatura, já que quando estão muito geladas têm seu sabor comprometido.
• Way Porter
• Schornstein (grande parte produzida no Brasil, em Santa Catarina)
• Bierland Vienna

13º a 16º : Essa é a temperatura ideal para cervejas mais encorpadas, escuras, com sabor mais forte e até mesmo com os maiores teores alcoólicos. É o caso de cervejas bem fortes, como a Snake Venom, por exemplo, que possui o maior teor alcoólico do mundo.
• Barley Wine
• Ayinger Doppelbock
• Del Ducato La Prima Luna

Vale lembrar que não só os ingredientes ou o modo de produção da cerveja definem a temperatura ideal, mas principalmente o gosto de cada pessoa. Há quem prefira consumir cervejas escuras mais geladas ou cervejas claras mais quentes, mesmo que isso altere o sabor e o corpo da cerveja.

Mesmo para as cervejas do tipo Larger, o ideal é que nunca sejam resfriadas a uma temperatura negativa. Isso faria não só com que o sabor desaparecesse, mas também todas as características da bebida. O resfriamento da bebida fica em seu limite quando ela está entre 0 e 1º.

Uma curiosidade para quem gosta de uma cerveja bem gelada, independente do seu tipo. Existe um produto desenvolvido pela empresa HydroFlask que se trata de um copo térmico que promete manter a temperatura ideal da cerveja constante.

O copo possui uma tecnologia capaz de eliminar a condensação do ar no meio exterior e faz com que a cerveja preserve a temperatura em que foi colocada no copo durante um bom período de tempo.

Sabe aquela coisa de colocar a cerveja no copo e não poder demorar muito para apreciar a bebida antes que ela esquente demais? Esse problema definitivamente é driblado com esse novo produto.

Se você está acostumado a provar qualquer tipo de cerveja sempre a uma temperatura muito baixa, experimente mudar isso e consumir de acordo com a temperatura ideal das cervejas descrita aqui no artigo de hoje.

Você poderá notar uma grande mudança no sabor e no aroma da bebida, descobrindo assim novas experiências mesmo com cervejas que você já está acostumado a beber.

Se você gostou do artigo de hoje, deixe a sua curtida abaixo, e não se esqueça de compartilhar o conteúdo em suas redes sociais, divulgando essas informações sobre a temperatura ideal da cerveja para quem também não conhece ainda. Fique de olho em nosso blog para nossos próximos artigos. Até breve!


Compartilhe esse post com seus amigos
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here