Como a Ambev recicla as garrafas

Saiba como a Ambev reutiliza sua garrafa de cerveja usada

Em 2014, a cervejaria Ambev, produtora das cervejas Skol, Brahma, Antarctica e Budweiser, preparou sua fábrica no estado do Rio de Janeiro para reciclar as embalagens retornáveis de vidro. O investimento nesse empreendimento foi de R$ 200 milhões. Graças a essa nova unidade, um único vasilhame de vido pode ser reciclado até 20 vezes.

Eu sou do tempo em que para comprar cerveja, devíamos apresentar uma garrafa vazia (chamada de “casco”) para poder comprar a bebida. Eram alguns engradados com garrafas vazias guardados lá em casa… Mas o tempo passou e com o aumento da produção, o custo de um novo vasilhame barateou e não foi mais preciso levar as garrafas vazias ao mercado para fazer a compra.

Entretanto, com o aumento dos insumos necessários para a produção das garrafas – dos quais alguns são importados -, a companhia resolveu apostar nos vasilhames retornáveis. Nessa modalidade, o consumidor leva suas garrafas vazias a algum ponto de troca ou máquinas de coletas de retornáveis. Em troca, recebe um crédito para utilizar na compra de outra cerveja.

É vantajoso tanto para a Ambev – onde reciclar um vasilhame é mais barato que fazer um do zero -, quanto para o consumir, que tem um desconto na próxima compra de cerveja. Além disso, a reciclagem é mais sustentável, contribuindo para um meio ambiente melhor

Como a Ambev recicla as garrafas

Budweiser uma marca Ambev
Budweiser (Crédito: Liv Hema/Unsplash)

Após serem recolhidas dos pontos de coleta e chegarem à fábrica, as garrafas passam por um processo de limpeza. Nesse processo, são retirados os resíduos sólidos e as garrafas são trituradas, produzindo pedaços pequenos, mais ou menos do mesmo tamanho.

Após isso, esses pedaços de vidro vão para um forno. Lá, são derretidos, gerando um líquido, chamado de gota. O forno é capaz de derreter cerca de 700 toneladas dessa matéria-prima por dia.

Nesse ponto, essa “gota” líquida que está em uma temperatura extremamente quente, vai para um molde. Ali, ela é cortada e ganha sua forma final de garrafa, através de um ar soprado automaticamente.

Então, a garrafa passa por uma etapa de “envernização” onde ganha sua cor amarronzada (âmbar) característica. Essa cor ajuda na conservação do líquido dentro da garrafa, garantindo sua qualidade.

Após ganhar sua cor, a garrafa é encaminha para um “recozimento”. Essa etapa é fundamental para o vasilhame ser retornável, pois aumenta a sua resistência e permite sua reutilização por até 20 vezes pela Ambev.

Assim que são resfriadas, as garrafas passam por uma inspeção de qualidade no raio-x. Se alguma for reprovada, ela volta para o primeiro estágio, ou seja, é novamente triturada e segue para as demais fases.

Agora, você já sabe: reciclar sua garrafa vazia faz bem para o meio ambiente e para o seu bolso.

Veja também:


Gostou desse conteúdo? Então, compartilhe usando os botões abaixo:

Rolar para cima