9 mitos sobre a cerveja

0
317
views
Compartilhe esse post com seus amigos

Se você é um apreciador de cerveja, já deve ter ouvido muitas curiosidades ao longo da vida sem saber se eram verdadeiras ou falsas. A verdade é que existe uma porção de mitos sobre a cerveja!

Abaixo, você poderá conferir 9 mitos sobre a cerveja e como o tempo fez com que eles se tornassem quase como informações verdadeiras para apreciadores da bebida.

 

  1. A cerveja engarrafada possui um sabor

    melhor

 

Isso é bem discutível. Dependendo do modo como a bebida é armazenada, a garrafa pode proporcionar um sabor mais acentuado.

Porém, isso não passa de um mito sobre a cerveja. A explicação se deve ao fato de que a lata é opaca, ou seja, não deixa que a luz solar penetre a altere o sabor, aroma e corpo da bebida.

Isso significa que a lata pode proporcionar um sabor melhor à bebida do que a garrafa de vidro, que mesmo sendo marrom (em sua grande maioria) não é totalmente à prova dos raios solares. O mesmo poderia se aplicar a outros tipos de bebidas, também.

 

  1. A bebida não possui outro sabor a não

    ser o amargo

Eis mais um mito sobre a cerveja. O que confere o amargor à cerveja é o lúpulo, a quantidade e o modo como ele é produzido e utilizado, além do malte torrado.

Existem vários tipos de cervejas que possuem uma quantidade menor de lúpulo, ou possuem como ingrediente base frutas, especiarias, até mesmo o chocolate.

Existem centenas de tipos de cervejas que são bem mais adocicadas. Uma pessoa poderia experimentar a cerveja sem afirmar que a bebida seria uma cerveja, por ser muito doce.

Os sabores podem ir aos extremos, desde o mais doce possível (o que pode lembrar até alguns licores, a não ser pelo fato de que o teor alcoólico é maior) até o mais amargo possível.

 

  1. As cervejas engarrafadas em garrafas

    de diferentes cores são todas iguais

    quanto ao gosto e aroma

 

Isso também é mentira. A cor mais utilizada para as garrafas é justamente a marrom por bloquear com mais eficiência a incidência dos raios solares na cerveja.

Há garrafas de outras cores, como azul, verde, vermelho ou transparente. Quanto mais clara a cor da garrafa, mais a cerveja pode ser alterada por causa do sol.

Portanto, sempre conserve garrafas mais claras com mais cuidados do que com a garrafa marrom, já que elas são mais propensas a não conservar tão bem a cerveja.

 

  1. A cerveja é a única responsável pelo

    surgimento da “barriguinha de

    cerveja”

 

Esse é um dos mitos sobre a cerveja que pode ser um pouco mais discutível. Na verdade, a cerveja pode ou não engordar dependendo de três fatores principais, como o tipo da bebida, o teor alcoólico e o metabolismo de quem está consumindo a cerveja.

Existem alguns tipos de cerveja que engordam menos, não só pelo teor alcoólico ser mais baixo, mas também pelo modo como são produzidas. A cerveja possui geralmente algo em torno de 5% de álcool, enquanto o vinho possui 11% e a cachaça aproximadamente 40%. Ou seja, existem bebidas alcoólicas que engordam bem mais do que a cerveja.

Existe também um mito de que o levedo de cerveja engorda, mas isso não é verdade. Pelo contrário, o levedo não só ajuda a emagrecer como faz muito bem à saúde!

 

  1. Não há diferenças entre a cerveja

    artesanal e a industrial

Se há um mito sobre cerveja realmente equivocado é esse. As cervejas industrializadas não só possuem gostos, texturas e aromas diferentes como também passam por um processo de fabricação bem mais complexo, que envolve muitas etapas que não estão presentes na produção da cerveja artesanal.

Além disso, as cervejas artesanais não seguem à risca a Lei da Pureza Alemã, já que levam na composição uma porção de ingredientes diferenciados, como frutas, ervas, especiarias, etc.

As cervejas ainda podem fazer parte de outra categoria que as denominam como cervejas especiais. A única coisa que as diferencia é o valor, que geralmente está 20% acima do preço das cervejas mais comuns no mercado.

 

  1. A cerveja faz mal à saúde

 

Até a água pode fazer mal à saúde dependendo da quantidade que a pessoa consumir. A cerveja em si não faz mal, e sim a quantidade ingerida.

É tudo uma questão de equilíbrio. Você já deve ter ouvido a frase que diz que a diferença entre o remédio e o veneno é a concentração. E de fato, mesmo o álcool etílico fazendo mal para a saúde, algumas bebidas podem causar efeitos contrários se consumidas com moderação, como o vinho, que pode ser muito benéfico para o coração.

A mesma coisa funciona com a cerveja. Estudos mais recentes comprovaram que o consumo equilibrado da cerveja pode sim fazer bem ao organismo, já que seus ingredientes são antioxidantes e podem prevenir o envelhecimento precoce de nossas células.

 

  1. A cerveja deitada gela melhor e mais

    rápido

Mentira! Esse é outro mito sobre as cervejas que pegou. A melhor posição para a garrafa e em pé. Isso de deixar a cerveja deitada para gelar mais rápido não existe.

 

  1. Qualquer cerveja pode ser consumida

    em qualquer tipo de copo

 

Outro mito sobre a cerveja. A não ser, é claro, que você beba a cerveja de maneira casual e não se importe muito em apreciar todas as características da bebida.

Se você pensar em outras bebidas, como o chopp, vinho ou champagne, você beberia em qualquer copo? Usaria um copo americano para tomar vinho ou uma taça para tomar o chopp?

Assim como para outras bebidas, existem copos específicos para tomar diferentes tipos de cerveja. A Pilsen e a Lambic, por exemplo, devem ser consumidas em uma tulipa. Você pode experimentar tomar um tipo de cerveja em um copo específico ao longo do tempo para perceber a diferença entre os diferentes tipos de copos.

 

  1. O colarinho do chopp deve ser fino

 
Esse também é mais um dos mitos sobre a cerveja, ou, no caso, o chopp.

O colarinho serve para manter a qualidade e as características mais importantes da bebida no copo. Mas não é verdade que o colarinho precisa necessariamente ser fino. Ele pode muito bem ser mais espesso.

O principal motivo de o colarinho ser mais espesso é para manter a temperatura da bebida no copo e evitar que o chopp seja oxidado depois de servido quando entra em contato com o oxigênio.

 

Hoje explicamos nove mitos sobre a cerveja que talvez você mesmo não soubesse se eram verdade ou mentira. Por isso, se você curtiu o artigo de hoje, deixe a sua curtida abaixo e se você conhecer outro mito sobre a cerveja que a maioria das pessoas desconhece, deixe seu comentário abaixo!

O universo cervejeiro é muito maior do que parece. Se você é um apreciador da bebida e se interessa em saber mais sobre ela, não deixe de acompanhar nosso blog. Em breve traremos novos conteúdos relacionados ao mundo da cerveja para você. Beba com moderação e até breve!


Compartilhe esse post com seus amigos
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here